Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

Sábias palavras

As pessoas adquirem identidades mais amplas, vão-se entendendo sobre a sua própria organização. Não abdicam da informação e da crítica, nem da gestão equilibrada das várias identidades e interesses em conflito (…). Muitas vezes enganam-se mas, como o engano lhes dói na pele, corrigem a seguir. Procuram equilíbrio entre atracção e repulsão, entre competição e cooperação, que esteve presente desde o início da vida. É bem possível que o consigam, mesmo que pareça improvável. Improvável é a vida, e ela venceu desde há milhares de milhões de anos.

 

in L. Pio Abreu: Quem nos faz como somos

publicado por Botas às 16:39
link do post | comentar | favorito
|

No folclore europeu surgem recorrentemente umas botas mágicas que permitem a quem as use atravessar sete léguas de cada passo.

Nesta história, uma rapariga viaja de Portugal para Salzburgo, na Áustria, para iniciar a sua vida profissional. Calça assim um par de botas normais; a internet permite-lhe uma maior proximidade de casa.

São só 74 passos e meio de distância.

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 5 seguidores

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
17
19
21
22
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Vienna então

. E assim foi Vienna

. E está confirmado

. Domingo em Innsbruck

. Como se não bastasse...

. What a terrible, terrible...

. Novo começo

. Sábias palavras

. Eu queria ser ninguém

. Vou-me fartar de ver azul...

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009