Terça-feira, 9 de Março de 2010

Um dia com altos e baixos

Hoje o dia começou bastante bem.

De manhã fui até ao Wifi, o instituto onde irei fazer um curso de três meses de alemão. Fiquei bastante satisfeita com o preço do curso, e o próprio local é assim uma coisa monstruosa. Talvez mais tarde quando começar o curso eu tire uma fotografia.

 

Depois quando regressei à residência para pegar na bicicleta e seguir para o trabalho, ok, a bicicleta não funcionava... as ligações dos travões e a própria roda de trás estavam totalmente perras pelo gelo que fazia lá fora. Ontem ainda consegui usá-la porque um dos travões funcionava, mas hoje, esquece lá. E pronto fui carregada com a mala do portátil e tudo o que costumo por lá dentro (máquina fotográfica, dicionários, carteira, etc etc etc) a pé pela rua fora. Fiquei com uma dor de costas assim bem grande.

 

Já no centro as coisas correram melhor, claro. Fiquei tão absorvida no projecto que estou a fazer neste momento que quando dei por mim eram quase 3 da tarde e ainda não tinha ido almoçar. Lá fiz um intervalo e decidi ir comer um cachorro quente que me sabe muito bem com o frio que está e aproveitei para dar uma ronda pela H&M. Amei esta loja aqui. É completamente louca. Tem de tudo um pouco... mas coisas que nunca vi numa H&M em Portugal. E os preços igualmente acessíveis... Fiquei logo bem disposta. Não comprei nada, mas pronto. Típico de mulher hum?

 

Após sair do centro, ao final da tarde, fui ainda ao supermercado para comprar alguns ingredientes que já tinha em falta e ver também se encontrava um grelhador para poder grelhar alguma carne. O único que encontrei custava 79 euros e fugi da loja a correr.

 

Cheguei a casa e apercebi-me que este mês não vou receber bolsa de estudo novamente por incompetência dos serviços. Começo a ficar saturada de todos os problemas que tenho tido com esta entidade ao longo da minha vida estudantil. Não recebo mais por estar neste momento no estrangeiro a estudar e mesmo assim cortaram-me a bolsa porque provavelmente perderam um papel ou algo do género. Agora só no próximo mês poderei contar com esse apoio. Mas como eles dizem sempre: Ah mas devia ficar contente porque no próximo mês recebe a dobrar! Mas esquecem-se que nós precisamos é do dinheiro todos os meses e não quando lhes convém.

 

Isto foi mesmo o que me deixou mais em baixo. Sinto-me totalmente impotente aqui, longe de tudo e todos.

 

E isso é extremamente angustiante.

 

publicado por Botas às 17:59
link do post | comentar | favorito

No folclore europeu surgem recorrentemente umas botas mágicas que permitem a quem as use atravessar sete léguas de cada passo.

Nesta história, uma rapariga viaja de Portugal para Salzburgo, na Áustria, para iniciar a sua vida profissional. Calça assim um par de botas normais; a internet permite-lhe uma maior proximidade de casa.

São só 74 passos e meio de distância.

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 5 seguidores

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
17
19
21
22
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Vienna então

. E assim foi Vienna

. E está confirmado

. Domingo em Innsbruck

. Como se não bastasse...

. What a terrible, terrible...

. Novo começo

. Sábias palavras

. Eu queria ser ninguém

. Vou-me fartar de ver azul...

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009